Depois que o Corpo de Bombeiros Militar juntamente com a Vigilância Sanitária fecharam a inauguração do novo templo de uma igreja liderada pela pastora Renallida Carvalho, em Cabedelo, região Metropolitana de João Pessoa, ela convidou os fiéis para irem à praia.

A interdição aconteceu nesta quinta-feira (15). Em nota, as autoridades disseram que não houve respeito ao distanciamento, no entanto, a igreja alegou que todas as medidas e protocolos de segurança contra a Covid-19 foram seguidos.

Pregação na praia

Mas isso não impediu o evento de acontecer. Renallida foi pregar na praia e ainda fez transmissão ao vivo com mais de 70 mil pessoas assistindo.

“Podem ter tentado fechar a igreja, me chamado de ladra. Tem problema não, eu tenho gogó. O que Deus determinou vai ser feito”, afirmou a pastora.

No mesmo dia, a líder religiosa foi acusada de vender orações e vagas em cultos através de pagamento via PIX, e insultada de “estelionatária espiritual”.

Em nota, Renallida disse que “jamais utilizou da e da religiosidade do indivíduo para enganar outrem e auferir qualquer vantagem patrimonial”.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here