Nesta segunda-feira (7), a Secretaria de Saúde (SES) repassou ao Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) R$ 8.101.538,91 – verba que, disponível a partir desta terça (8), será utilizada para o custeio de despesas e outros pagamentos.

Com esse depósito, a pasta totaliza, em dezembro, R$ 57.018.235 repassados para manter o atendimento nas unidades administradas pelo Iges-DF – Hospital de Base, Hospital de Santa Maria e seis unidades de pronto atendimento (UPAs).

Desde a última sexta-feira (4), a SES tem enviado as primeiras parcelas desse montante. Até o momento, já foram utilizados R$ 48.919.696,09 para os pagamentos de salários dos 9,4 mil colaboradores do instituto e da última parcela do décimo terceiro salário de 6.589 profissionais contratados pelo regime da CLT.

9,4 milNúmero de colaboradores do Iges-DF

“Nesse momento de aumento da taxa de transmissão da Covid-19 no Distrito Federal, o Iges-DF precisa ser um suporte valioso para garantir os atendimentos a uma parcela significativa da população”, pontua Okumoto. A meta, explica, “é manter esses serviços funcionando, acompanhar e exigir investimentos e melhorias que possam ser utilizadas nos momentos de maior necessidade durante o enfrentamento à Covid-19.”

“Nesse momento de aumento da taxa de transmissão da Covid-19 no Distrito Federal, o Iges-DF precisa ser um suporte valioso para garantir os atendimentos a uma parcela significativa da população”Osnei Okumoto, secretário de Saúde

Neste início de mês, o Hospital da Criança de Brasília José de Alencar (HCB) recebeu da SES R$ 22 milhões. “Encerramos o ano com o repasse em dia para o HCB, que tem sido um parceiro importante nesse projeto do governador Ibaneis Rocha de cada vez mais alcançar melhorias para a saúde do Distrito Federal”, reforça o secretário de Saúde.

Ainda em dezembro, informa o diretor-presidente do Iges-DF, Paulo Ricardo Silva, serão investidos recursos em mais equipamentos de proteção individual (EPIs), insumos quimioterápicos e kits cardiológicos. “Com isso, garantimos um final de ano para os usuários do Sistema Único de Saúde [SUS] com muita tranquilidade, sem nenhum problema quanto ao abastecimento”, avalia.

* Com informações da SES

Fonte: Agência Brasilia