A força-tarefa é formada por 30 servidores, 27 caminhões e duas pás carregadeiras. No primeiro dia de trabalho, eles recolheram 150 toneladas de resto de obras na região da ponte entre o Setor Tradicional e o Bairro de Fátima | Foto: Divulgação/GDF Presente

A região administrativa mais antiga do Distrito Federal, distante 38,5 quilômetros do Plano Piloto, recebe os cuidados do GDF Presente esta semana. As equipes do Polo Área Norte estão em Planaltina e, em conjunto com a administração regional, a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) fazem um mutirão de limpeza que, em apenas três dias, retirou mais de 1,1 mil toneladas de entulho e inservíveis das ruas da cidade.

A força-tarefa é formada por 30 servidores, 27 caminhões – cinco do GDF Presente, 20 extras da Novacap e dois da administração regional – e duas pás carregadeiras. No primeiro dia de trabalho, eles recolheram 150 toneladas de resto de obras na região da ponte entre o Setor Tradicional e o Bairro de Fátima.

O mutirão de limpeza também retirou 540 toneladas de entulho dos transbordos irregulares no Setor Buritis 2 e 3. As carrocerias de dois caminhões cheias de inservíveis – camas, sofás e outros móveis jogados nas áreas verdes – foram levadas para a Unidade de Recolhimento de Entulho (URE) na Estrutural.

Nesta sexta-feira (4), as equipes terminaram a limpeza do setor Buritis 2 e 3 e também recolheram lixo do Jardim Roriz. Mais 400 toneladas de entulho foram retiradas das ruas. “Mas é uma tristeza, a gente limpa e daqui a um mês está tudo sujo de novo”, desabafa Ronaldo Alves, coordenador do Polo Área Norte.

Para o administrador de Planaltina, Célio Rodrigues, recolher lixo das ruas é “enxugar gelo”. Segundo ele, a população não joga apenas entulho em locais inapropriados, mas, também, lixo orgânico. “Mesmo com a coleta diária do SLU, as pessoas jogam lixo caseiro no meio dos restos de obras”, diz. “Precisamos ter apoio da comunidade. Porque a gente fica gastando energia, recursos e tempo enquanto podíamos estar atendendo outras demandas e fazendo mais melhorias na cidade”, completa.

Foto: Divulgação/GDF Presente
As equipes auxiliaram a finalizar o reparo de uma erosão no asfalto, no Vale do Amanhecer | Foto: Divulgação/GDF Presente

Erosão

Nesta sexta-feira (4), o GDF Presente também retirou dois caminhões de galhadas e inservíveis da Escola Classe Vivência, que fica no Setor Administrativo, próximo ao Restaurante Comunitário, e auxiliou a finalizar o reparo de uma erosão no asfalto, no Vale do Amanhecer.

O buraco, de mais de um metro de profundidade, foi causado pela má compactação da base na época da construção da via por uma empresa privada.

O asfalto cedeu com as chuvas e a cratera foi recuperada pela Novacap, que abriu o buraco com a retroescavadeira, consertou a rede de águas pluviais, aterrou, compactou a terra e, nesta sexta-feira, finalizou o trabalho com a colocação da capa asfáltica.

Galeria de Fotos

Recolhidas 1,1 mil toneladas de entulho e inservíveis da cidade

Fonte: Agência Brasilia