Em uma nota enviada à Folha e depois publicada em seu site oficial, a ex-presidente Dilma Rousseff afirmou que o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, impediu a regulação da mídia durante o seu governo.

Dilma afirmou que o debate sobre o tema foi negado depois que Cunha foi eleito para a Câmara em 2015, segundo ela, ele teria feito um acordo com as empresas de comunicação, em especial a Rede Globo, para se posicionarem de forma “acrítica” a sua candidatura ao cargo.

Depois das declarações, Cunha se posicionou nas redes sociais, dizendo que a única parte verdadeira foi a que diz que ele era contra o projeto do PT para regular a  mídia . “Eu, realmente, jamais pautaria, como presidente da Câmara, um projeto dessa natureza”.

O ex-deputado se posicionou contra a regulação da imprensa e afirmou que acredita que para combater a imprensa ruim é preciso ter mais imprensa.

Sobre o projeto

O projeto de regulação da mídia foi criado no fim do governo Lula pelo então ministro da Comunicação Franklin Martins. Dilma disse que não implementou porque tinha o Marco Civil da Internet como prioridade.

O texto de 297 artigos determinava que qualquer político com mandato vigente seria proibido de controlar meios de comunicação, além de determinar o estímulo de produções independentes e regionais, proibindo o aluguel de horários na grade de emissoras.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here