“Quanto mais a idade avança, mais sabedoria ganhamos. Ser idoso é isso”, disse o autônomo Edmilson Silva, de 60 anos. Ele esteve presente na programação dedicada aos idosos promovida pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Amor, localizado no bairro Pacoval. O evento contou com palestra de psicólogos e dinâmica de grupo com o objetivo de levar informação, discutir os direitos e a promoção de qualidade de vida para a terceira idade.

A psicóloga do Cras Amor, Graça Cantuária, explica que o esclarecimento entre este público é primordial: “Aqui estamos para orientá-los e acolhê-los em situação de risco social e também para informá-los sobre os seus direitos. Fazê-los entender que eles têm voz”, disse a psicóloga.

O não à violência
A palestra mediada por Márcia Corrêa, vice-presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa (Compdi), esclareceu aos participantes as formas de violência ao idoso, e que eles estão amparados pelo estatuto e leis de proteção. Em caso de violação de direitos, eles devem acionar os órgãos de justiça.

“É muito importante falar sobre o direito dos idosos, porque esclarece que eles não estão sozinhos em situação de negligência, que na maioria das vezes vem de dentro da própria família. Por isso a informação voltada para eles é essencial” disse.

Revisitando memórias através da biodança
A biodança é uma prática de origem chilena que envolve a música para promover vivências integradoras por meio do canto, do movimento e de situações de encontro em grupo. O psicólogo convidado, Wisley Costa, coordenou a dinâmica e conta que a terapia ajuda os idosos a restaurar os vínculos com si mesmos e com o mundo.

“A biodança é uma aula de vida. Com ela, os idosos podem despertar potenciais adormecidos dentro dentro de si. Todos nós temos uma história e o objetivo é revisitá-la”, explicou.

Canais de denúncia de violência contra o idoso
Denúncias de maus tratos ao idoso podem ser feitas à Polícia Militar (PM), através do número 190, no disque 100 (Disque Direitos Humanos) ou 181 (Disque Denúncia). O Conselho da Pessoa Idosa também atende casos através do telefone 98413-3769.

A Polícia Civil do Amapá, através da 5° Delegacia de Polícia, faz diligências de crimes contra a pessoa idosa e atende através do número 99908-4038.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here