Pastor Roberto José dos Santos (Reprodução)

Um vídeo divulgado na web causou uma grande polêmica nesta terça-feira (14). Nas imagens, o pastor Roberto José dos Santos, Presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus de Abreu e Lima (PE), critica duramente o termo “pastora” dentro da denominação.

As críticas aconteceram durante o encerramento da EBO (Escola Bíblica de Obreiros), onde houve a ordenação de novos pastores. O líder da igreja destacou que: “Em Abreu e Lima não tem pastora, nem consagrada e nem por consideração.”

“O irmão será consagrado pastor, mas a irmã não é pastora não. Aqui não tem pastora, nem consagrada e nem de consideração. Não tem pastora, mas é a esposa do pastor. Não tem consideração de pastora e isso é preciso ficar bem claro. Porque agora tá uma moda de pastora. Cada um fica na vocação que foi chamado. O homem é o pastor, e a esposa é a auxiliadora, esposa do pastor, assim é”, afirmou Roberto.

A declaração do pastor dividiu a opinião dos internautas que assistiram o vídeo. Uma grande maioria concorda com o que ele diz, enquanto outra parte considera as afirmações do religioso como machistas.

A Igreja Assembleia de Deus de Abreu e Lima é ligada à CGADB, que não ordena mulheres ao pastorado. Porém, o pastor Roberto José foi mais radical e proibiu até que as esposas dos pastores fossem chamadas de pastoras por consideração.

Assista ao vídeo.

(function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(d.getElementById(id))return;js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v3.0″;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}(document,’script’,’facebook-jssdk’));(function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(d.getElementById(id))return;js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=”https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.10&appId=214840172197552″;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}(document,’script’,’facebook-jssdk’));



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here