Dois pastores idosos foram presos no final de Julho na Eritreia, Sudeste da África, e ainda não foram soltos.

“O pastor Girmay Araya de 75 anos e o pastor Samuel Okbamichael de 74 anos, foram retirados de suas casas no meio da noite e levados para um local desconhecido. Mais tarde, surgiu que os dois pastores foram levados para o centro de interrogatório de investigação criminal central wengel Mermera”, informou a agência Church in Chains de acordo com International Christian Concern.

A fonte continuou, declarando as intenções da polícia de prender Georgio Gebreab de 72 anos, porém ao o encontrarem doente, disseram que ele estava em prisão domiciliar até que estivesse bem o suficiente para ser levado sob custódia.

Embora seja um dos países mais difíceis do mundo para sobreviver como cristão, poucas pessoas realmente entendem as duras condições que ocorrem no país hoje. Governada por uma ditadura militar, a Eritreia tem cerca de 500 prisioneiros de cristã.

Quando presos, cristãos perseguidos muitas vezes desaparecem sem deixar rastros, deixando seus entes queridos sem informações sobre seu paradeiro ou segurança.

As condições da prisão são algumas das mais duras do mundo, com os detentos mantidos em contêineres de transporte e os crentes muitas vezes torturados na tentativa de fazê-los renunciar à sua fé.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here