Yéremi Blanco e Yarián Sierra, dois pastores cubanos que chegaram ser presos por quinze dias após participarem de manifestações pacíficas em Cuba, em 11 de julho, foram libertados com multas, porém sem acusações, na quarta-feira (1).

Os dois exercem ministério pastoral e são colegas de trabalho no Seminário Carey o qual tem um programa de treinamento bíblico em Cuba e em outros países da América Latina.O diretor do Seminário Carey em Cuba, Jatniel Pérez, relatou a boa notícia em redes sociais.

“Pela graça de Deus, mais uma vitória. Depois de muitos dias de luta,denúncias e orações, Deus nos deu a vitória”, disse Jatniel Pérez, agradecendo a todos que Deus usou para obter esta vitória.

O caso de Yéremi Blanco e Yarián Sierra foi visto como um exemplo da repressão do presidente cubano Miguel Díaz-Cane, tendo repercussões internacionais.

Muitas organizações e entidades defenderam a libertação dos dois homens provedores de suas famílias. A liberação, segundo Evangelical Focus, aconteceu em 25 de julho, após terem sido detidas e mantidas isoladas na prisão por 15 dias.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here