De acordo com a Western Wall Heritage Foundation, responsável pelo local, as reformas da Ponte Mughrabi, no Muro das Lamentações na Cidade Velha de Jerusalém, começaram no domingo. A construção temporária foi considerada por especialistas como risco de colapso.

Segundo Israel 365 News, a autoridade disse que o projeto levará vários dias, e parte da seção de oração das mulheres, onde a ponte está localizada, será fechada.

No mês passado, o engenheiro municipal Ofer Cohen, que foi contratado pela Western Wall Heritage Foundation, notificou o estado da má condição da ponte e alertou que, a menos que medidas adequadas fossem tomadas, poderia levar a um desastre tão mortal quanto o estouro de Lag B’Omer que tirou a vida de 45 pessoas em maio.

 De acordo com Cohen, que inspecionou a ponte logo após o desastre, ele a considerou perigosa. A parte de madeira da ponte, que fica em uma base de aço, está apodrecendo e dilapidando, e representa uma ameaça imediata para aqueles que a usam e para aqueles por baixo dela.

O engenheiro apresentou sua recomendação urgente em maio de que, embora a ponte que fornece acesso exclusivo para a polícia, israelenses e turistas que visitam o Monte do Templo seja substituída até setembro, ela realmente deve ser imediatamente demolida devido ao perigo de um colapso iminente.

Entretanto, em resposta ao relatório do engenheiro, o Estado disse que substituiria as vigas de madeira que estão em má forma. O que gerou muitas críticas. A ex membra do Conselho da Cidade de Jerusalém, Mina Fenton, chamou a decisão de substituir apenas as vigas de madeira de crime.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here