Uma advogada foi raptada pelo réu, que tentou estuprá-la, torturá-la e matá-la, mas Deus milagrosamente interveio e a salvou. 

 A advogada Sharon Muse estava saindo de seu escritório quando um homem fingindo ser um cliente pediu uma carona a qual Sharon, por cortesia, pois estava chovendo, concedeu. 

De repente, quando estavam dentro do carro, o homem se tornou violento. Ele a forçou a dirigir para uma fazenda abandonada, onde ele procedeu a agredindo e tentando estuprá-la. Foi quando a advogada percebeu quem era o homem.

Segundo o Club 700, Hank Smith era o agressor, um ex-cliente que foi condenado a seis anos de prisão. Hank culpou ela por ter sofrido tantos anos preso.

E quando ele forçou Sharon a tirar as calças, uma força invisível afastou o agressor dela. A faca foi cravada no painel e quebrou a lâmina. Assim, ela foi capaz de revidar e fugir.

Sharon escapou com seu corpo exposto e coberto de sangue. Ela gritou e pediu ajuda no meio da estrada. Um casal a resgatou e chamou a polícia. 

As autoridades prenderam o agressor na cena. Mas enquanto o julgamento estava em andamento, Sharon não tinha paz e vivia no limite, sabendo que Hank poderia voltar a qualquer momento e matá-la. Até que um dia, ela decidiu matá-lo e fingir legítima defesa.

Mas antes que Sharon pudesse realizar seu plano, alguém a convidou para um retiro da igreja. Foi quando Deus começou a falar com ela e ela encontrou poderosamente o Deus que a salvou, e nunca mais foi a mesma.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here