O final de semana foi de fiscalização intensa das equipes da Secretaria DF Legal. Entre sexta-feira (21) e domingo, (23) as equipes empreenderam 21.277 vistorias aos estabelecimentos comerciais do Distrito Federal. Desse total, 1.329 sofreram abordagem por parte da fiscalização.

Foram feitas 852 vistorias e 58 abordagens a quiosques

Pelo menos 18 foram multados e outros 15 interditados por descumprirem os protocolos sanitários de combate à covid-19, como aferição de temperatura na entrada do estabelecimento, oferta de álcool gel para todos os clientes e funcionários, obrigatoriedade do uso de máscaras e proibição de dança nos locais onde havia música. A fiscalização também atuou em lojas que não cumpriram o horário de fechamento determinado para as 23h.

Operação envolveu bares, restaurantes e quiosques, além de abordar pessoas que se encontravam nas ruas durante o toque de recolher | Foto: Divulgação/DF Legal

“Todas as essas ações, integradas com outros órgãos, formam um organismo que trabalha para que a curva de contaminação caia, e isso incentiva o nosso trabalho; fornece para nós uma participação no combate à pandemia”, afirma a coordenadora da Subsecretaria de Fiscalização de Atividades Econômicas (Sufae), Francisca Bouboudens.

Nessa mesma operação do fim de semana, a DF Legal abordou 86 comerciantes ambulantes, 33 dos quais foram retirados das ruas. Nos quiosques, houve 852 vistorias e 58 abordagens, também em cumprimento aos protocolos estabelecidos para o combate ao contágio da covid-19.

Toque de recolher

A ação se estendeu até a população: oito pessoas foram multadas pelo descumprimento do toque de recolher, que de acordo com a nova medida do GDF, não permite a circulação nas ruas no período entre a meia-noite e as 5h do dia seguinte. Outras nove pessoas foram penalizadas por não cumprirem as regras sanitárias vigentes, como a obrigatoriedade do uso de máscaras.

*Com informações da Secretaria DF Legal



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here