Fotos da casa de prostituição fechada em Jacarepaguá.Divulgação

Por O Dia

Publicado 23/05/2021 15:05

Rio – Agentes da Dcav (Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima) fecharam na madrugada deste sábado uma casa de prostituição conhecida como ‘Porta dos Fundos’, localizada em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. O foco da ação era checar uma denúncia de exploração de crianças e adolescentes. A delegacia também investiga a possibilidade da propriedade pertencer à milícia.

Equipes da Dcav foram até o local, na Avenida Tenente Coronel Muniz de Aragão, após receberem uma denúncia de exploração de crianças e adolescentes, o que não foi constatado até o momento. A gerente do prostíbulo, identificada como Jéssica Cristina Silva de Sales, foi presa por exploração da prostituição.

Segundo o depoimento de uma garota de programa, o qual o DIA teve acesso, Jéssica estipulava uma carga de trabalho de terça a sexta feira, das 18h às 05h, e o valor cobrado seria de R$ 120 por meia hora de programa e R$ 170 por uma hora. Ainda de acordo com ela, a gerente exigia taxas de R$ 40 a R$ 70, conforme o tempo do programa, para a casa.

A mulher também contou em seu depoimento que o local pagava uma taxa de segurança a milicianos da região e que, há seis meses, o local era administrado por outra mulher conhecida como ‘Japa’. O proprietário do local foi identificado e um inquérito aberto para apurar seu possível envolvimento com o caso e com a milícia.

O caso do hotel na Lapa

No inicio desse mês, a Dcav investigou uma denúncia de exploração sexual de adolescentes em um hotel na Lapa. Agentes delegacia foram até o local para checar as informações de que grupos marcavam sessões de fotos com meninas adolescentes e, no final do dia, as convidam para fazer o que chamam de ‘resenha à beira da piscina’ – festa com homens convidados para o evento.

Foram constatadas irregularidades no local e o caso segue em apuração.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here