Nesta quinta-feira (20), o filho do presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), desafiou a CPI da Covid a convocar o pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC).

A provocação veio das perguntas que têm sido feitas ao ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em relação ao aconselhamento paralelo a Bolsonaro durante a pandemia de covid-19.

Flávio ainda afirmou que quase todos os dias seu pai fala com o pastor e que ele teria influência sobre o presidente. “Quero ver se vai ter coragem”, provocou o senador.

O senador fluminense falou em meio a manifestação do senador governista Marcos Rogério (DEM-RO), ele acabou citando o vereador carioca Carlos Bolsonaro, irmão de Flávio e também filho do presidente, abrindo espaço para ele falar.

Flávio então se dirigiu a Rogério afirmando que já que todos falam de família, e até o ministro estava sendo acusado de aconselhar paralelamente o presidente, ele iria sugerir alguém que realmente desse conselhos para Jair.

“Agora, se querem ouvir alguém que dá conselhos ao presidente da República, vou dar um nome: chama o pastor Silas Malafaia aqui, esse fala diariamente com o presidente. Chama ele aqui e vê se influenciou em alguma coisa nas políticas públicas”, disse Flávio.

Em resposta, Rogério afirmou que apresentaria o requerimento à CPI.

“Vou apresentar um requerimento convocando o pastor Silas Malafaia à comissão. Porque se fala tanto de gabinete paralelo que, declinado o nome aqui, vou apresentar para convocação aquele que, segundo Flávio diz, é um dos que compõem esse time que aconselha o presidente”, disse.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here