Imagens circularam nas redes sociais neste fim de semanaReprodução

Por O Dia

Publicado 10/05/2021 18:51 | Atualizado 10/05/2021 19:19

Rio – A Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) informou, na tarde desta segunda-feira, que está a disposição de Adriana Rodrigues, mãe de um dos mortos durante operação na comunidade do Jacarezinho, para registrar o uso indevido de sua imagem. Ela foi vítima de injúria na internet ao ser apontada como uma mulher segurando um fuzil com outros criminosos armados em um vídeo que circula nas redes sociais.

Os prints com a mulher viralizaram nas redes sociais após a ação da Polícia Civil na comunidade. “Estava aos prantos na Globo pedindo justiça pela morte do filho”, diz a legenda de um trecho do vídeo. Durante entrevista ao RJTV desta segunda-feira, Adriana Rodrigues negou ser a pessoa que aparece na publicação e informou que tem sofrido ameaças desde então. Ela acrescentou ainda que sua família pretende processar quem compartilhar as imagens.

Em nota, a Polícia Civil informou que “está à disposição da mulher para realizar procedimento investigatório a respeito do caso”.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here