O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu liminar para a estudante Elisa de Oliveira Flemer, de 17 anos, que estava sendo impedida de se matricular no curso de engenharia civil da Universidade de São Paulo (USP) por ter estudado em homeschooling.

A estudante tinha sido proibida pela Justiça de iniciar a faculdade, mas conseguiu reverter a decisão judicial e poderá ingressar no curso da USP. O pedido para sua matricula foi protocolado no dia 28 de abril, na Vara de Infância e Juventude do Fórum Regional de Pinheiros, da Comarca de São Paulo.

No documento, aparece a determinação do juiz Randolfo Ferraz de Campos para que ela tenha sua matrícula garantida até que possa apresentar o diploma.

A assessoria de imprensa da USP informou que não havia sido notificada da decisão judicial, que cabe recurso.

Desde 2018 a jovem não frequenta o ensino formal, passando a estudar seis horas por dia em casa, seguindo um método próprio.

Quando decidiu estudar por conta própria, ela estava no primeiro ano do Ensino Médio.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here