Neste domingo (9), a atacante do Palmeiras, Chú, que também joga pela Seleção Brasileira, disse que o ator Paulo Gustavo, vítima da Covid-19, que faleceu na última terça-feira (4), “foi para o inferno” e causou revolta nas redes sociais.

Chú comentou em uma publicação que mostrava a foto do cantor e deputado federal irmão Lázaro morto em março também pelo coronavírus e do humorista Paulo Gustavo, que dizia que ambos foram mortos pela mesma doença.

No entanto, a jogadora respondeu: “Blz, morreram pelo mesmo vírus; a diferença é: que um Lázaro foi para o céu, e o Paulo Gustavo foi para o inferno”, escreveu ela, e em seguida apagou.

Repercussão negativa

Ícones do futebol feminino brasileiro como Marta e Cristiane, ambas homossexuais assumidas, repudiaram o comentário da atacante.

“Estava aqui lembrando daquele filme: “Meu passado me condena”. Pois é, quem não tem passado, né? Quem nunca errou na vida? Ninguém é santo. Por isso, não julgue. Só Deus pode julgar, tá. Ninguém sabe o dia de amanhã, é isso?”, escreveu Marta em um storie do Instagram.

“Principalmente, gente, o que é isso? Ninguém pode julgar ninguém; quem vai para o céu ou pro inferno, isso é com Deus”, acrescentou.

Cristiane, agora atacante do Santos, chamou o comentário da colega de Seleção de “falso moralismo”.

Desculpas em público

A repercussão negativa fez com que Chú se desculpasse nas redes sociais, ela disse que o seu comentário acabou sendo gerado no impulso.

“Da mesma forma que eu tive peito de ir lá e comentar, também tenho peito, cara, coragem e caráter de vir aqui e me desculpar. Podem ter certeza que não vai mais acontecer. Foi um impulso que acabou gerando esse comentário”, escreveu  jogadora.

“Quero pedir desculpas a todos vocês… se atingiu alguém de alguma forma, se não foi do agrado. Quero pedir desculpas, e não só desculpas, mas quero que vocês também me perdoem. Um grande beijo a todos e fiquem com Deus”, acrescentou Chú.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here