Em março, o Vaticano anunciou que os padres não podem abençoar uniões de pessoas do mesmo sexo, mas mesmo assim os católicos progressistas da Alemanha desafiam as doutrinas oferecendo as bênçãos em cerca de 100 igrejas de todo país.

O documento diz que o clero católico não pode abençoar uniões homossexuais por serem pecado e que Deus se opõe ao pecado, caso isso aconteça, as bênçãos não podem ser oficiais.

Porém os católicos alemães ainda resistem aos dizeres ortodoxos do Vaticano, a Congregação para a Doutrina da Fé.

Os conservadores não gostaram da decisão e reagiram, inclusive o papa Francisco alertou para que a Igreja Católica Alemã mantenha a comunhão com Roma.

Clero em defesa do homossexualismo

No próximo domingo (16), o reverendo Jan Korditschke, 44, um jesuíta que trabalha na Diocese com o preparo do batismo para os adultos e ajuda na congregação de St. Canisius em Berlim abençoará casais gays em um culto de adoração.

“Estou convencido de que a orientação homossexual não é ruim, nem é o amor homossexual um pecado. Eu quero celebrar o amor dos homossexuais com essas bênçãos porque o amor dos homossexuais é algo bom”, afirmou Korditschke ao Associated Press.

Sobre o mesmo assunto, o bispo de Limburg, George Baetzingdisse que essas “bênçãos” não condizem como instrumento de manifestação política.

Mais uma vez o Comitê Central dos Católicos Alemães (ZdK), foi a favor das bênçãos para os homossexuais, que eles têm defendido desde 2015, e se opôs ao documento do Vaticano classificando-o como “não muito útil”.



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here