Um grupo de indígenas do povo Truká derrubou um templo da Assembleia de Deus em Cabrobó, Pernambuco, acusando o pastor de ter “zombado das tradições e crenças da tribo”.

O pastor Jobson Avelino teria sido proibido de realizar cultos na região e pediu orações pelo pajé e cacique, pois estaria com dificuldades de cultuar no território onde a tribo está instalada.

“Orem pelos nossos irmãos índios. Estamos precisando, novamente, do socorro de Deus. O Pajé e o Cacique, praticamente, proibiram o culto lá. O Pajé disse que o espírito de luz não está descendo lá não. Acho que cortaram a energia de lá”, disse o pastor.

Os indígenas ficaram furiosos pelo comentário do pastor e decidiram derrubar as paredes do templo simples da Assembleia de Deus na região.

De acordo com o cacique Bertinho, que lidera a tribo, o protesto era um aviso de defesa do território dos Encantados, as entidades defendidas pelos indígenas.

“O que nós queremos com isso é repudiar mais uma vez a questão do pastor Jabson com as tristes palavras que ofenderam os nossos Encantados, nossa tradição, nossa cultura, nossos mais velhos, que alguns até passaram mal quando viram o triste vídeo”, introduziu.

“Nós não estamos impedindo que o cara seja de qualquer religião. Da ponte para lá ele pode construir tempo e até catequizar Cabrobó, mas aqui dentro do nosso território tem que manter a tradição, tem que manter o respeito à comunidade indígena, o respeito à liderança e aos Caciques, que aqui estão na luta pelo direito à terra, onde os nossos antepassados sofreram, morreram e derramaram sangue dentro desse território para, hoje, nós estarmos aqui”, acrescentou de acordo com o Pragmatismo Político.

Assista:



Source link

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here