Ao final de março os alunos já reforçarão o policiamento nas ruas com supervisão da coordenação | Foto: SSP/DF

Alunos do Curso de Formação de Praças VII (CFP II) participaram da cerimônia de incorporação à Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) nesta sexta-feira (5). O curso de formação dos 500 alunos – sendo 430 homens e 70 mulheres – teve início em dezembro de 2020. A previsão de término é em agosto deste ano.

A solenidade ocorreu no pátio do Centro Complexo de Ensino da Polícia Militar (CEPOM), em Taguatinga, e foi transmitida pelo canal do YouTube da corporação. É nesta fase que os alunos do Curso de Formação de Praças são apresentados e assumem o compromisso policial militar.

“A Secretaria de Segurança Pública, junto ao Governo Distrito Federal, fez um grande esforço para nomeação e início do curso, mesmo diante das limitações no orçamento, principalmente num ano de pandemia. Este era um compromisso do governador Ibaneis Rocha e vocês chegam para somar esforços em um momento muito importante, de cada vez mais integração e apoio entre nossas forças para continuarmos entregando os melhores índices para a sociedade do DF”, destacou o secretário de Segurança Pública, delegado Anderson Torres.

Para dar início à formação, os alunos foram recebidos em dezembro com kit de prevenção ao coronavírus, contendo três máscaras de tecido, óculos de proteção e um frasco de álcool gel – conforme o protocolo de biossegurança criado pela corporação e aprovado pela Secretaria de Saúde (SES). A escola e as salas de aula também foram adaptadas para evitar aglomeração.

O curso é divido em três períodos: básico, intermediário e avançado. Ao final do básico, previsto para o final de março, os alunos já estarão aptos à prática operacional, ou seja, já reforçarão o policiamento nas ruas do DF com supervisão da coordenação.

A dedicação em ser policial militar foi ressaltada pelo comandante-geral da PMDF, Julian Rocha. “A partir de hoje vocês têm assumem o compromisso com a população do Distrito Federa e de honrar PMDF. Nos dedicamos muito, mas cada vida preservada, cada criança salva, cada patrimônio preservado vale todo nosso esforço”.

Os alunos terão 34 disciplinas, entre elas “Abordagem policial voltada para a prevenção da violência doméstica” e “Prevenção a Violência Doméstica”, que vão ao encontro das políticas de Segurança Pública do Distrito Federal.

Nos dedicamos muito, mas cada vida preservada, cada criança salva, cada patrimônio preservado vale todo nosso esforçoJulian Rocha, comandante-geral da PMDF

O secretário nacional de Segurança Pública, Carlos Renato Paim, falou da importância da formação para a profissão. “Vocês estão recebendo não apenas a formação tático-operacional e leis pertinentes à profissão, mas também princípios, valores e a tradição em ser policial militar”, ressaltou.

A cerimônia contou ainda com a participação do chefe da Casa Militar, coronel Danilo Oliveira, do secretário executivo de Segurança Pública, Júlio Danilo, deputado distrital Hermeto e comandantes da corporação.

*Com informações da Secretaria de Segurança Pública

Fonte: Agência Brasilia