A Secretaria de Empreendedorismo em parceria com a Secretaria de Agricultura e a Secretaria de Projetos Especiais, trabalharam em conjunto para o avanço de um novo e desafiador projeto que beneficiará o agronegócio do Distrito Federal. Publicado hoje (29), no Diário Oficial do Distrito Federal, o Edital de Chamamento Público nº 02/2021 – SEMP/DF, visa a abertura dos procedimentos para acolhimento de propostas de empreendimentos de pessoas jurídicas com potencial de inclusão no Programa PRÓ-RURAL/DF.

O intuito é atrair novas empresas para a instalação no polo Agroindustrial do Programa de Assentamento Dirigido do Distrito Federal – PAD-DF. O trabalho desenvolvido entre as Secretarias de Empreendedorismo, Agricultura e de Projetos Especiais, pretende elevar o nível de renda dos produtores agrícolas, desenvolvendo programas de incentivos específicos para esses produtores, assim como feito com o Programa Desenvolve-DF.

“Modernizar as atividades agropecuárias, trabalhar com a sustentabilidade e inovação faz parte da nossa meta para o desenvolvimento rural. Nossa Proposta é transformar de vez o setor Agropecuário. Criar e desenvolver o Polo Agroindustrial, fomentar a geração de emprego e renda para as comunidades rurais e atrair novas agroindústrias que complementarão essas atividades locais. Com isso, a economia para esse setor específico volta a girar e o Distrito Federal volta a crescer também”, afirma o Secretário de Empreendedorismo, Mauro da Mata.

Para o Secretário de Agricultura, Candido Teles, hoje é um dia de grande alegria para o setor produtivo rural. “Esse é um trabalho em conjunto com os nossos parceiros, que tiveram muita importância na elaboração desse edital e na condução de todo esse processo. Na verdade, o que nós pretendemos é atrair investimentos para o campo e que as pessoas possam instalar suas empresas, não poluentes, além de contribuir e agregar valor à produção. É a realização de um sonho esperado por mais de dez anos. É uma vitória de todos os órgãos do Governo do Distrito Federal”, destaca Candido Teles.

Há muito tempo esse trabalho tem sido discutido. O desenvolvimento em conjunto permitiu discutir as demandas do setor produtivo rural, com a finalidade de gerar emprego, renda e atração de novas empresas do segmento de forma assertiva, o que fará com que o Distrito Federal passe a entrar na rota do circuito de compras de produtos e equipamento agrícolas, uma vez que os produtores que querem adquiri-los precisam recorrer a outros estados.

*Com informações da Secretaria de Empreendedorismo

Fonte: Agência Brasilia