Momento aproveita a estação chuvosa para colocar no chão mudas de pequizeiros, copaíbas, jatobás e buritis, entre outras espécies | Foto: Divulgação/Brasília Ambiental

O grupo Voluntários do Parque Ecológico Águas Claras, que soma mais de 80 pessoas, e os agentes de parque lotados na unidade, com apoio do Instituto Brasília Ambiental, concluem, neste domingo (8), o plantio local de cerca de 800 mudas. A área do parque que está recebendo as plantas ganhou o nome de Bosque dos Voluntários, em homenagem aos que atuam por livre e espontânea vontade no lugar.

“É uma homenagem mais que merecida a essas pessoas que têm um grande sentimento de pertencimento ao parque, e que cuidam dele como se fossem sua própria casa, dedicando tempo e energia”, explica o agente de parque André Luis dos Santos Leopoldino.

Segundo ele, o momento escolhido para o plantio tem o objetivo de aproveitar a estação chuvosa para colocar no chão mudas de pequizeiros, copaíbas, jatobás e buritis, entre outras espécies. O plantio começou há uma semana, com a intensificação das chuvas. Já foram plantadas cerca de 500 mudas, e neste domingo a atividade encerra com mais 300.

André Luís explica que a comunidade de Águas Claras também vai poder executar o plantio. Os voluntários e os agentes vão auxiliar a ação. A abertura das covas, que estão recebendo as plantas, foi feita com apoio da Novacap, e algumas mudas foram doadas pelo viveiro do Lago Norte. Mas a maior parte foi produzida pelo grupo de voluntários e pelos agentes, no viveiro do próprio parque.

“Conseguimos comprar insumo como adubo, esterco, entre outros, com recursos do Ministério Público e da iniciativa privada”, esclarece o agente, rotulando a ação como de ampla participação. Ele destaca que os voluntários e a comunidade gostam demais daquele parque, têm orgulho dele, não medem esforços para bem cuidá-lo, ajudando muito o órgão ambiental.

*Com informações do Brasília Ambiental

Fonte: Agência Brasilia